Falando de Amor

Por Francisco Beck Neto

Todos nós sabemos como é difícil manter um relacionamento duradouro, pois o amor que une duas pessoas por toda a vida não é considerado normal, muitos falam de amor, sonham com ele e muitas vezes o destroem, eu mesmo já passei por

isso. Ouvimos sempre falar que um casal que se dá bem apela para a mentira. Se isso acontece é porque o compromisso não existe. Será que o amor tem a ver com competições, falta de comunicação, raiva ou com amizade, carinho, cumplicidade, sinceridade. Estamos todos doentes e com medo?

Quando amamos a nossa capacidade de julgar desaparece, porque o amor está enraizado na existência dos seres humanos, lá no inconciente onde os opostos se atraem, onde também procuramos as razões para as insatisfações da vida. O amor é o ponto de partida para o infinito, é o que dá o sentido da vida mas também é onde começa a origem do sofrimento humano. Assustador ! Mas não precisamos ter medo de amar pois o amor é essencial para a vida. Se aprofundar no amor é penetrar em si mesmo onde você pode ver refletido o próprio eu podendo ampliar o conhecimento sobre nós mesmos. Muitas vezes tentamos escapar do amor buscando apenas o sexo, a promiscuidade ou apenas por termos medo de sofrer, é o medo de viver. O amor é um risco. Risco de se envolver com outra pessoa e nunca mais poder sair, risco de parar no tempo. Mas também é uma grande possibilidade e unir-se ao outro se se algum dia tiver de separar-se sairem ambos revigorados e felizes. Nada é para sempre, nem mesmo o amor .

Por favor siga e curta
Sobre Francisco Beck 13 Artigos
Um eterno aprendiz! Técnico de Informática, Web Designer, Designer Gráfico, Editor de Imagens e Vídeos, Criador e Curador de Conteúdo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*